terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Aceitar o ecumenismo é negar o Cristo como Senhor e Salvador.



Começamos esse artigo a partir da perspectiva da eternidade de Deus para compreendermos a importância do Senhor Jesus nas nossas vidas. Um atributo divino é que Deus é eterno. Deus existia em si mesmo. Não se encontra num lugar que poderíamos chamar “onde”, pois não havia nem “onde” nem “espaço”.  Mas Deus ainda existia! É heresia toda a idéia insistente em conceber o ser divino em termos espaciais, como se ele fosse simplesmente um ser extremamente grande. A eternidade de Deus é o fato de Deus jamais ter começado e nem terminará. Por tanto Deus é eterno. 

Quando Deus criou o universo, não havia o tempo, pelo menos não no sentido de uma sucessão e momentos. Quando Deus começou há criar o tempo começou, e começou a haver uma sucessão de momentos e acontecimentos encadeados. Logo Deus não tem princípio nem fim nem sucessão de momentos no seu próprio ser.  Deus é eterno “Eu Sou”. Aquele que existe eternamente. 


Antes que Deus fizesse o universo, não havia Matéria previamente existente, mas então Ele criou todas as coisas. “No princípio, criou Deus os céus e a terra. A terra, porém estava vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava sobre as águas. Disse “Deus Faça-se.” ( Gêneses 1:26). Percebamos a presença do Espírito de Deus na criação,  e no capítulo primeiro versículo 26  do livro do Gêneses o relato da criação do homem Deus diz:“Façamos”. “O homem à nossa imagem”. Observe que Deus fala na primeira pessoa do plural:façamos. Esse texto na primeira pessoa do plural teve no coração de Deus deixar claro a substância divida do Senhor Jeus. Vejamos que tudo fica melhor esclarecido quando vemos no evangelho de João  Onde Deus o revela a eternidade do Senhor Jesus. “No princípio era o verbo, o verbo estava com Deus, e o verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por Ele, e sem Ele nada do que foi feito se fez. “Nele estava a vida.” (João 1:1-4). Mais na frente João diz: “E o verbo se fez carne e habitou entre nós.” (João 1:14). Essa passagem é uma maravilhosa revelação do Pai sobre  a pessoa do Senhor Jesus. vejamos tamém que o Senhor Jesus tinha a devida compreenssão de sua natureza. quando Ele diz: “ Disse-lhes Jesus: em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, Eu Sou.” ( João 8:58). Como afirma paulo em Efésios: "Como também nos escolheu Nele (Jesus) antes da criação do mundo, para que fossemos santos e irrepreensíveis diante Dele; no seu amor. E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a sim no amado." (Jesus)." ( Efésios 1:3-5). Ele é a semente da mulher que pisará a cabeça da serpente relatada no livro do Gêneses. "E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e semente (Jesus) dela,  esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar". ( Gêneses 3: 15).


No livro do Apocalipse, João tem uma visão dada por Deus:  “Eu Sou Alfa e ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, que era, e que há de vir, o todo poderoso”. ( Apocalipse 1:8); cf. 4:8). Ou seja, o Senhor Jesus é a sabedoria de Deus que Paulo afirma existir desde toda a eternidade:  “Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para a sua glória.” ( 1º Coríntios 3:11).
O Verbo na primeira pessoa do plural tem como propósito a idéia da eternidade atribuir ao Senhor Jesus a sua natureza divina que é confirmado no livro do Apocalipse: “Eu Sou Alfa e ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, que era, e que há de vir, o todo poderoso”. ( Apocalipse 1:8); cf. 4:8).


No paraíso Deus ordena a Adão e a Eva  para não comerem da árvore da ciência do bem e do mal.“Mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia que dela comeres, certamente morrerás.” ( Gêneses 2:17).

A Palavra de Deus diz que a serpente seduziu a mulher. "Então a serpente disse à mulher; Certamente não morrereis.” ( Gêneses 3:4).  Imagine, Deus diz que morrereis e a serpente diz o contrário, que não morrerás. Percebam que além do pecado da desobediência, eles acreditaram na serpente. Vejamos o Que a Palavra de Deus sobre o pecado."Porque o salário do pecado é a morte." ( Romanos 6:23)
A serpente os fez acreditarem que Deus é quem estava mentindo. Ou seja, Deus era o enganador. Esse foi o trágico drama da humanidade. Perder a comunhão co Deus. Com isso entro a morte. A sentença foi Deus os tirou a comunhão e os expulsou o paraíso. Com esse ato se cumpriu o que Deus disse. Morrerás. “Porquanto eis pó e em pó te tornarás. ( Gêneses 3:19 b).
Mas Deus na sua maravilhosa bondade coloca surpreendeu o diabo, colocando a morte como propósito para a redenção. Percebamos que com a morte abre-se a possibilidade da ressurreição. E Deus deixa isso bem entendido quando Deus derrama o sangue de um animal, a fim de cobrir o casal com túnicas de pele do animal imolado. Através desse ato, Deus estava ensinando que a humanidade deveria esta coberta com sangue, tipificando o sangue do Senhor Jesus. "E fez o SENHOR Deus a Adão e a sua mulher vestimentas  e os vestiu." ( Gêneses 3:21) Notar a compaixão manifestada neste gesto. Apesar do pecado, o modo de agir de Deus inclui também perdão e a promessa de salvação.  ( Gêneses 3:21).  Confirmado pelo profeta Isaías que diz: “Regozijar-me-ei muito no SENHOR,  a minha alma se alegra no meu Deus; porque me cobriu de vestes de salvação e me envolveu com manto de justiça, como noivo que se adorna de turbantes, como noiva que se enfeita com as suas jóias.” ( Isaías 61:10).
Essa promessa de salvação esta escrita no Evangelho de João. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deus seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crê não morra, mais tenha a vida eterna. ( João 3:16).
Para entender melhor se faz necessário compreender o contexto em que se encontrava mundo. Estava sobre a condenação de Deus. Sobre o julgo do pecado, como afirma a Palavra de Deus:“Porque todos pecaram e destituídos estão da graça de Deus”. ( Romanos 3:23).  Até a vinda o Senhor Jesus os pecados no Antigo Testamento eram perdoados mais sem a isenção da culpa.“Essa culpa só poderia ser perdoada no calvário com a imolação do Cordeiro apontado por João Batista. “No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.” (João 1:29). Confirmado no livro do profeta Isaías. “Ele(Jesus) foi oprimido, mas não abriu a boca; como cordeiro foi levado ao matadouro; e, como ovelha muda perante seus tosquiadores, ele não abriu a boca.  Por juízo opressor foi arrebatado, e de sua linhagem, quem dela cogitou? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; por causa da transgressão do meu povo, foi ferido. Designaram a sepultura com os perversos, mais com rico esteve  na sua morte, posto que nunca fez injustiça, nem dolo algum -se achou em sua boca. Toda via ao SENHOR agradou moê-lo, fazendo-o enfermar, quando der Ele a sua alma como oferta pelo pecado, verá a sua prosperidade e prolongará os seus dias ( a revelação da Ressurreição); e a vontade do SENHOR prosperará nas sua mãos. Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito, o meu Servo, o justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniqüidades deles levará para si.Por isso eu lhe darei muitos como a sua parte, e com os poderosos repartirá ele o despojo porquanto com os transgressores; contudo, levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu.” (Isaías 52:7-12). O texto temina com a palavra intercedeu. Perceba o que diz o Senhor jesus. TUDO que pedirdes ao me Pai em meu nome eu o farei para que o Pai seja  glorificado através do Filho". (João 13:14). O senhor Jesus quer dizer que o Pai só será glorificado se for no Filho. Nesse caso Ele é o filho.

O evangelho de João afirma: “Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele”. ( João 3:17). Ou seja, o mundo estava em estado de condenação então Ele veio trazer o perdão do que já si tinha. A condenação continuará que Nele não crê: “Quem crê Nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus”. ( João 3: 18). “Aquele que crê no Filho de Deus tem a vida eterna, mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus esta sobre ele”. (João 3:36).
Eu Sou o “caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” ( João 14: 6)


Um dos fatos mais impressionantes sobre o Cordeiro do Apocalipse é que ele é um guerreiro vitorioso. Apesar da imagem comum de cordeiros como animais mansos e inofensivos, o Cordeiro de Deus é um forte vencedor, garantindo a vitória dos fiéis que estejam com ele."Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos Senhores e o Rei dos reis; vencerão os que estão com ele, chamados, e eleitos, e fieis." (Apocalipse 17:14). Por outro lado, aqueles que rejeitam o Cordeiro são punidos diante dele." Também este beberá do vinho da ira de Deus, que se deitou não misturado, no calice da ira; e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro." (14:10). No final do livro, os discípulos são chamados às bodas do Cordeiro, quando ele recebe sua noiva. " regozigemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória; porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa ( IGerja Cristã) se apronto. E foi-lhe dado que se vestissde linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as jutisças dos santos. E disse-me: escreve: Bem aventurados aqueles que são chamadosa ceia das bodas do Cordeiro. E disse-me: Estas são as verdadeiras palavras de Deus".  (19:7-9). O Cordeiro se torna a lâmpada que ilumina a cidade santa. Eis o Cordeiro de Deus!

O Cordeiro no Apocalipse é uma figura com poder absoluto. O papel dele de sacrifício é central, mas ele se apresenta como o Cordeiro que foi morto mas agora vive. Pelo seu sangue, ele dá a vitória aos fiéis e lava as vestiduras deles. "E eu disse: Senhor, tu sabes. E ele disse-me: estes são os que vieram da grande tribulação, e lavaram as sua vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro.Por isso estão diante do Trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu templo; e aquele que esta sentado sentado sobre o Torno ( Jesus) os cobrirá com a sua sombra". (7:14; 12:11).

Por isso que o Senhor Jesus diz no Evangelho e João. “Eu Sou o “caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” ( João 14: 6).
Esse decreto do Senhor Jesus,  afirmar que Deus não salvará ninguém que não aceite seu Filho unigênito como seu SENHOR e suficiente SALVADOR!


A grande investida do diabo é promover a todo tipo de espiritualidade que coloque como inutilidade a necessidade da salvação a través do Senhor Jesus. perceba que o nome Deus é convergente e aceitável entre todas as religiões e credos. Para o mundo isso é o politicamente correto. Mas para a Palavra de Deus é Apostasia! Pois leva a negar a importância do sacrifício salvívico do Cordeiro. (o Senhor Jesus).

O diabo sabe que só há salvação na pessoa do Senhor Jesus, por isso é que ele investe na iluzão de que Deus é nosso ponto de unidade e que Deus aceita a todos os credos. Isso é meintira! Deus Só salva e ama quem ama seu Filhos e o aceita como seu único SENHOR  e suficiente SALVADOR. E ponto final


  Escrito por Raymundo Neto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

SBN..tv..gospel.........assista......filmes......online......aqui...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Blogs que sigo

Deixe seu comentário

Sobre o autor

Minha foto

Paisagista, jardineiro, músico, cantor, compositor, cristão.

Alguém que desfruta dos talentos que Deus deu.